Muito antes do portal ser portal ele já existia, mas apenas como Black Fem, uma página de conteúdo negro no Facebook pautado em referências estéticas especificamente para mulheres negras. Em pouco tempo de criação, a página reuniu mais de 5 mil seguidores e hoje cresce com cerca de 22 mil. Quando percebemos que gostaríamos de produzir o nosso próprio conteúdo ao invés de apenas replicar conteúdo de outras páginas, escolhemos um público, reunimos um time de colaboradoras de vários estados do país e por fim começamos a trabalhar. Hoje, com foco em ilustrações e uma linguagem acessível para jovens e adolescentes negras, nosso portal se propõe a ser um ambiente discursivo e acolhedor.