Ana Caroline Alves

#JáPassouPorAqui: Ana Caroline Alves é pupila de Ceilândia, periferia do Distrito Federal. Graduanda em Terapia Ocupacional pela Universidade de Brasília, atualmente trabalha com a continuidade da pesquisa “Injustiça Social/Ocupacional: a percepção de mulheres negras”. No portal, atuou como secretaria.
” Acredito que o portal é crucial como meio de empoderamento, construção de identidade e defesa principalmente de mulheres negras!” (Ana Caroline)

Andréia Reis

Andy é estudante de design gráfico na FIAM-FAAM São Paulo. Ela ama astrologia e seu signo solar é de peixes. Para além disso, Andréia se define como pansexual, é ativista das questões raciais e de gênero e ilustradora desde os 6 anos. Na @unicorniante, sua marca autônoma, ela trabalha com arte digital. No portal, faz parte do time de ilustração!
” "A arte me salvou diversas vezes e em muitos sentidos. É o que me motiva a estudar cada vez mais para levá-la aos meus, ela é essencial!" (Andréia)

Andreza Santos

JáPassouPorAqui: Andreza Santos, a rasta (atualmente) porque essa aí muda de cabelo toda hora, é formada no Bacharelado Interdisciplinar em Humanidades na Universidade Federal da Bahia (UFBA) e graduanda de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela mesma insituição. Escrevendo nas horas vagas, Deza compartilhou suas reflexões atuando como colunista do portal.
“Falar para os nossos(as), é uma luta constante, permanente, que diz sobre um caminho que precisa ser publicizado, visto e compartilhado.” (Andreza)

Beatriz Pimentel

Beatriz Pimentel ou só Bia, é formada em Comunicação Social com ênfase em jornalismo pela Universidade Estadual do Centro-Oeste, a Unicentro. Sendo extremamente opinativa, sempre tem algo a nos acrescentar nas reuniões e isso nos levar sempre a refletir sobre o nossa coletividade. Feminista Negra Interseccional, atuou como fundadora do Coletivo Feminista Claudia da Silva em Guarapuava/PR onde hoje administra somente a página no Facebook. Além disso, é facilitadora para rodas de conversas entre jovens e adolescentes negras que buscam empoderamento estético e político.
“Essa oportunidade será de extrema importância para o meu crescimento e fortalecimento de nossa luta. Por Marielle, Claudia, Luana, por todas nós!” (Beatriz)

Brenda Cruz

Brenda Cruz, é estudante de jornalismo da Universidade Jorge Amado e cria da Sussuarana, bairro do Subúrbio Ferroviário de Salvador. Ativista de causas com recorte em gênero e raça, é também colaboradora do Desabafo Social e integrante do Coletivo Mamilos Prateados, onde produz rodas de conversas e palestras sobre gênero, raça e sexualidade em escolas públicas. No PBF, atua como colunista.
“É seguir trilhando caminhos marcados por muitas outras que nos antecederam, com honra e responsabilidade. É manter aberto o diálogo sobre todas as problemáticas que perpassam sobre nós.” (Brenda Cruz)

Camila Vieira

Camila Vieira é natural de Cachoeira-BA, cidade do Recôncavo Baiano. Formada em Serviço Social pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Mila como é chamada pelas colegas de equipe, já foi coordenadora geral do Centro Acadêmico de Serviço Social Marielle Franco (CASSMAF) e atua como social media no PBF.
“Reconheço a importância de espaços como este, que pretendem dar voz a nós mulheres negras, tratando das nossas vivências e travando as nossas lutas, e mais importante: levando informações para outras mulheres.” (Camila)

Giulia Estrela

Giulia Estrela (a caseira) cursou Arquitetura e Urbanismo na Universidade Federal da Bahia (UFBA) por 5 semestres e agora é estudante de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo na mesma instituição. Desenha e atua como uma das ilustradoras do portal, nas horas vagas consome muito de animação digital e gosta de preparar uns lanchinhos para as suas amigas em casa.
“Espero gerar identificação e representatividade com minhas ilustras para o portal”. (Giulia)

Glória Greice

Glória Greice, também conhecida como Glorete é carioca da gema e atualmente estudante de nutrição na UNIRIO. Ama cantar, mas nunca sonhou em ser cantora, até o momento em que descobriu como usar a sua voz. Ela considera que cantar e escrever sejam dons dados por seus ancestrais que tiveram as vozes roubadas. Para Glória, a voz é uma importante arma de combate ao racismo e ela a utiliza em todos os espaços que ocupa. No portal, atua como colunista.
“Considero o portal o lugar certo para alcançar pessoas. Lutar numa guerra sozinho é cansativo. Poder lutar num coletivo que tem o mesmo objetivo que o seu é uma benção!” (Glória)

I'sis Almeida

I'sis Almeida é uma baiana arretada! Possui formação técnica em Comunicação Visual pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, o SENAI e completou o primeiro curso de nível superior como Bacharela Interdisciplinar em Artes pela Universidade Federal da Bahia, a UFBA. Hoje ela está no segundo curso de nível superior, Comunicação Social com habilitação em Jornalismo através da mesma instituição de ensino. Não menos importante citar, I’sis é responsável pela idealização do portal como um veículo de comunicação e atua como uma das coordenadoras do portal.
“Acredito no trabalho coletivo e na possibilidade de através dele criarmos um novo futuro para adolescentes e jovens adultas negras. Estamos trabalhando com a faixa etária entre 12 a 29 anos mas nada impede que aqui, todas as mulheres negras se sintam representadas” . (I’sis)

Joyce Pereira

Seu apelido é Joy e ela adora trocadilhos com ele. Joyce é estudante do Curso Técnico em Multimídia e pretendo cursar Design Gráfico no ensino superior. Sua relação com o desenho começou desde muito nova e sua experiência com ilustração, desde 2017. No PBF, ela atua como uma das ilustradoras.
“O portal Black Fem une informação, representatividade e mulheres incríveis de inúmeras formações acadêmicas diferentes, um trabalho de empoderamento feminino de mulheres negras para mulheres negras, é isso o que acho incrível!” (Joyce)

Lara Carina Amorim

Lara Carina Amorim, a moça da Tia Nastácia Doces e Trufas (procure saber), desenvolve pesquisa sobre adolescentes negras em privação de liberdade. Escritora nas horas vagas, bacharela em Humanidades pela Universidade Federal da Bahia e graduanda em Estudos de Gênero e Diversidade pela mesma instituição, no Portal Black Fem, atua como editora-chefe e colunista do portal.
“Fomentar debates sobre a condição da mulher negra na sociedade contemporânea, trazendo situações do nosso cotidiano, embasado em intelectuais negras.” (Lara)

Lavínia Oliveira

Lavínia Oliveira presenciou a vida do portal momentos antes de ele se tornar um projeto com muitas colaboradoras. Proativa como ninguém, Lavínia é formada em Instalador e Reparador de Suporte técnico pelo Serviço Nacional de aprendizagem industrial, o SENAI e estudante de Informática: Desenvolvimento de Sistemas pela mesma instituição. Atualmente, atua no PBF como coordenadora do projeto.
“Permitir-nos ser e permanecer, nutrir as nossas jovens negras com conteúdos as quais são protagonistas de suas narrativas e, a partir disso, ressoar as nossas vozes, uníssona.” (Lavínia)

Leandra Gonçalves

Leandra Gonçalves pode até te lembrar uma menina gótica e um pouco revoltada pela aparência, mas ela é um amor de pessoa, eu juro. Lea é técnica formada em comunicação visual pelo SENAI-BA, estudante de Design Gráfico na Universidade Salvador e ilustradora desde o final de 2015 da página Leailustra trabalhando com arte tradicional e digital. No portal ela atua como integrante da equipe de ilustração.
“Acho importante a arte chegar para jovens negras tanto quanto a informação.” (Leandra)

Lívia Nara

Lívia Nara é a mascote da turma! Apesar da pouca idade, foi responsável pelo primeiro texto autoral do portal disponibilizado na plataforma Medium, publicado no dia 25 de julho de 2018, dia da Mulher Negra Afro-Latina Americana e Caribenha.
“O meu desejo é trazê-las para perto e fazer com que cresçamos juntos, porque, afinal, é nós por nós sempre.” (Lívia)

Luise Reis

Luíse Reis é advogada e letróloga pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). A ariana convicta é ativista das questões raciais e de gênero, é membro do Conselho Consultivo da Jovem Advocacia e advogada da equipe interdisciplinar do CPDD-LGBT (Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia). No portal, atua como colunista e social media.
“Precisamos nos articular e promover espaços de discussão política e autocuidado.” (Luíse)

Maria Olívia

Maria Olivia, ou só Olivia, é estudante de jornalismo da Universidade Salvador. Fotógrafa e dona do @brechodasfridass, é amante do bom e velho rock n roll e adora criar conteúdo. No PBF e na vida profissional atua como social media.
"Acredito na transformação através da comunicação e a importância que os meios tem no empoderamento de mulheres e adolescentes negras." (Maria)

Moema Baião

Moema Baião é formada em Letras vernáculas pela Universidade Federal da Bahia, Técnica em Design e estudante do Bacharelado Interdisciplinar em Artes na mesma instituição. Trabalha como diagramadora e é atualmente uma das três editoras-chefe do portal.
“Meninas negras precisam construir suas próprias narrativas e ter um portal que contemple suas demandas. Nós podemos!” (Moema)

Natália Alcântara

Baiana nascida na Ilha de Itaparica, Natália Alcântara morou nesse Brasilzão todo das deusas. Interessada pela vida e por conhecer de tudo e de todos, estuda história na Universidade do Estado da Bahia (UNEB). É professora de história e no PBF atua como colunista.

Portal Black Fem

O Portal Black Fem nasceu em 2018, com o desejo de tornar-se ponto de referência para adolescentes e jovens adultas negras nos mais diversos assuntos e principalmente, nos que consistem sobre a nossa juventude.

Rayanne Candido

Rayanne Candido, mais conhecida como Ray, é estudante de Jornalismo na Universidade Estadual Paulista (UNESP) de Bauru e natural de São Paulo Capital (famosa terra da garoa). Filha da água doce, apaixonada pelo verão e pelo sol, atua como colunista no portal e acredita que a escrita é uma das formas mais bonitas de mudar o mundo.
"Admiro e carrego comigo o conceito de Ubuntu, eu sou porque nós somos, eu sou porque pertenço, e além disso, tenho o objetivo de fazer o máximo que eu puder para que aquelas que vierem depois de mim possam ir além". (Rayanne)

Rayssa Molinari

Rayssa Molina(ri) tem 20 anos, é graduanda em história pela UNEB, pertencente ao coletivo ZeferinaS e o coletivo Ruptura Black, estudou computação gráfica pela School of Art, Game and Animation (SAGA) Também atua como Designer e é ilustradora do @Diariodamari. Artista, arteira e Cajazeirence.

Rosa Ylê

#JáPassouPorAqui: Rosa Ylê é outra colaboradora que não para com o cabelo de um só jeito, a sua marca é o bom humor, está sempre com o altral lá em cima! Formanda em Geografia, gosta de tratar as questões raciais nos âmbitos geográficos, espaço, território e lugar. No portal atua como colunista e pretende fortalecer junto com as outras colaboradoras do portal o hábito de compartilhar a própria escrita.
“Para mim é uma forma de nos levar para frente, e me impulsionar a escrever e a compartilhar tudo o que penso enquanto mulher negra com minhas semelhantes.” (Rosa)

Suzana Barbosa

Escrever é o caminho que encontrei para ser resistência e construir afetos. A palavra salva, conecta e cria pontes. Sou geógrafa de formação e acredito na política que se faz no cotidiano junto ao nosso povo.

Tainá Esquivel

Tainá Esquivel, tem o rostinho de uma boneca mas não se engane, é uma mina de super atitude! Artista visual e designer gráfica, formada em Comunicação Visual pelo SENAI-BA, estudante do Bacharelado Interdisciplinar em Artes pela Universidade Federal da Bahia, atua como uma das ilustradoras do Portal Black Fem.
“Colaborar com ilustrações que explorem temas como: representatividade, empoderamento estético negro, afetividade e autoestima das meninas e mulheres negras.” (Tainá)

Thially Lima

Thially é autodidata em diversas áreas da arte e moda. Brand Designer e Social Media, ela também Co-fundadora do Afrô Slow Fashion, uma marca de moda sustentável. Seu guarda-roupa é baseado em peças de brechó e produção local, um arraso não é?! No portal, ela atua como designer.
O Portal Black Fem para mim, é um meio de fazer meu trabalho como Designer com um propósito maior. Levando conhecimento e arte a mulheres e jovens negras. (Thially)