COMUNICADO/NOTA DE ADIAMENTO POR 3 MESES DAS EDIÇÕES DO PORTAL

Olá amoras, como vocês estão? Não poderíamos trazer essa notícia, assim, no susto sem antes conversarmos sobre o Coronavírus.

Esperamos que cada uma de vocês esteja bem e tomando os cuidados necessários para que esse momento delicado no Brasil e no mundo passe rápido. Temos lido muito e pensado bastante sobre a complexidade da Covid-19, mas tudo que podemos dizer nesse momento é: #vaipassar! Então, se você pode, respeite a quarentena e lave bem as mãos, além das superfícies contaminantes como celulares, mesas, alimentos e outros pertences pessoais.

Parece que o mundo percebeu agora a importância da organização, da higiene, da solidariedade, e ainda sobre como estamos vivendo em tempos em que o desenvolvimento acelerado do capitalismo gera cada vez mais desigualdades.  Não são todas as famílias que podem ficar em casa, e até mesmo, dar conta de todos os cuidados para a sua própria saúde, por essa razão, em tempo, buscaremos através de nossas redes sociais, compartilhar assuntos que nosso grupo de colaboradoras considera importante diante desta pandemia.

Falando sobre o nosso adiamento, é importante antes retomarmos a nossa trajetória, especialmente para as que acompanham nossas redes ou site a pouco tempo. O Portal Black Fem é um veículo de artigos e notícias que foi criado em 2018 com o objetivo de se tornar referência em conteúdos diretamente direcionados para adolescentes e jovens-adultas negras no Brasil.

Começamos com um time de 14 colaboradoras entre os estados da Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, e boa parte dessas colabs ainda estão conosco. De dezembro de 2019 para cá, quando lançamos o nosso site através de financiamento online na plataforma Vakinha, muitas mulheres negras e artistas incríveis fizeram parte da nossa equipe. Em abril, faremos exatamente aniversário de 1 ano e 4 meses como Portal, já que pra quem nos acompanha sabe que a Black Fem enquanto criadora de conteúdo, existe a incontáveis anos.

Apesar dessa linda trajetória contada através de 7 edições publicadas no site, 19 textos escritos por nossas colunistas, e muito conteúdo visual realizado pelas nossas ilustradoras, com o tempo, ordenar a grandeza do PBF (como o chamamos carinhosamente) com nossas vidas pessoais se tornou cada vez mais difícil. Lutamos para cumprir com a mensalidade das edições, posteriormente com a bimensalidade. Percebemos que tudo que nos restou, mesmo com as lacunas entreabertas foi continuar tentando, mesmo errando, por vocês. Temos a completa dimensão da importância do trabalho que desenvolvemos até aqui, mas com muitas de nossas colaboradoras precisando cuidar de suas graduações, cursos de pós-graduação, especialização, trabalho fixo ou freelancer e demais necessidades de sobrevivências que cada mulher negra enfrenta diante da nossa sociedade, entendemos que é preciso dar um tempo, e sermos sinceras sobre o que está acontecendo.

Muitas de vocês já perceberam que andamos mais sumidas do que o normal, muitas já procuraram individualmente a cada uma de nós para saber se precisamos de ajuda, e sim, vamos precisar. Primeiro, de muita compreensão e carinho para entender que é complexo continuar num fluxo de produção que não vem dando certo e mais ainda, ajuda para divulgar tudo aquilo que já produzimos até aqui.

Consideramos cada detalhe de nosso conteúdo valioso, pois somente com as edições temáticas já publicadas no site nós falamos sobre ancestralidade, feminismo, mulherismo africana, filosofia, autocuidado e muito mais. Nossa luta será manter salvaguardado este site, pois isso requer financeiramente recursos das quais a primeira Vakinha conseguiria suprir por mais ou menos um ano. Enquanto isso, vamos continuar recheando vocês de novidades, fazendo testes no Instagram, no Twitter e até mesmo no quase falecido Facebook para saber o que vocês mais gostam de ver/saber da gente.

Mas fica calma, tá? A gente vai voltar em breve, nós só precisamos de um tempo para arrumar a casinha que tanto temos carinho, internalizar tamanha informação na qual estamos inseridas e canalizar a mesma energia do começo para fazer o PBF dar certo! Podemos contar com vocês?

Portal Black Fem

O Portal Black Fem nasceu em 2018, com o desejo de tornar-se ponto de referência para adolescentes e jovens adultas negras nos mais diversos assuntos e principalmente, nos que consistem sobre a nossa juventude.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *